Sonho lúcido

Fechei os olhos
E vi na escuridão a mais bela imagem:
Me deparei com os teus olhos castanhos
E esses teu lábios que conhecem tão bem os meus.
Senti o teu cheiro
E escutei na profundidade dessa imensidão
O som do riso teu.

Fechei os olhos e não quis mais acordar
Preferi ficar presa nesse sonho
Ao encarar a realidade
De talvez não te encontrar.

Sanmara Alcantara

Eternos encontros

Guardarei para sempre o dia
Em que teu olhar iluminou meu encanto
E fez da minha paz alegria
E teu amor se fez pra mim um manto
Você, a melhor poesia de amor
O afeto que eu quis tanto
A saudade perpétua, a razão do meu canto
O melhor sentimento, a melhor sina
Lembro-me claramente ainda
De como te deixei me enrolar, sem espanto
Quando a linha da minha vida
Se entrelaçou na tua linha
Deu um nó, fez um nós
E desde então assim estamos
Você e eu, o vento soprando
Nosso beijo na noite fria,
As ruas molhadas, carros passando
Eu e você, a alma arrepia
Quando te abraço e do nó faço um ponto
Esse ponto de nós, feito pra enlaçar
Tão forte e suave, não o permita desatar
E ainda que a vida nos faça desencontrar
E chegue a rolar nosso pranto
Não tenho dúvidas de que pra sempre
Não importa o quanto passem pessoas ou anos
Eu e você, meu melhor amor,
Seremos sempre eternos encontros

Pedro Araújo

Entreaberto

Pra você eu guardei tudo aqui, meu bem
Guardei nossos sonhos e as fotografias daquela noite na sua casa
Guardei teus bilhetes e as lembranças de nós dois deitados naquela noite de chuva
Reconstruí a tua imagem no meu quarto escuro
A penumbra revelando apenas partes tuas
Toda a beleza e a luz antiga da lua entrando pela fresta da janela aberta
A velha cantiga de ninar
A casa vazia, a porta entreaberta
Sinais da tua ausência que te pedem pra voltar
Está tudo guardado aqui ainda, meu bem
Nessas gélidas paredes onde um dia nos encostamos
No lençol frio da cama em que você deitou
Nas nossas músicas, que um dia cantamos
Na minha boca, o teu sabor
E nesse coração
Partido
A saudade que você deixou

Pedro Araújo

Folha antiga

Está tudo aqui guardado, meu amor
Naquela folha antiga em que eu escrevi
Aqueles versos sobre ti, pra guardar
Pra lembrar do teu riso naquela tarde
E da tua pele, teu riso, o cheiro suave
Versos que fiz pra um dia te contar
Escondidos aqui debaixo do colchão
Uns segredos que tenho medo de revelar
De te deixar olhar dentro do meu coração
E ver o quão bate forte no meu peito
Quando você me olha sem jeito
E mergulho no infinito dos teus olhos
castanhos
Sinto que nossas vidas nunca foram em vão
Que entre eu e você não cabe mais exatidão
Cabe apenas versos, beijos, vacilantes mãos
Um amor tão intenso que penso nem o merecer
Uma incerteza certa, dias que virão
E nos amar a cada dia vamos aprender
Pois nessa vida eu percebi e tenho certeza
De que para sempre haverá eu e você

Pedro Araújo

Um dia

Um dia você entende que todos os passos que deu na vida, até mesmo aqueles que parecerem ter sido na direção contrário, te trouxeram ao lugar em que você está hoje. E se, por algum acaso, você considerar como ruim o local em que está hoje, saiba que a felicidade está a alguns passos, basta ter fé e caminhar na direção certa. Talvez você canse ao longo do percurso, mas não desiste, não, porque tem muita história ainda pela frente esperando pra acontecer.
Um dia você vai sentir que todo o seu medo de amor vai ficar do tamanho de um grão de areia quando encontrar a pessoa que vai fazer o seu estômago revirar como uma máquina lavar, vai sentir que de algum modo você esteve esperando por esse amor que demorou pra acontecer, mas aconteceu e todo o passado não importa agora, o medo não importa agora, os erros não importam agora.
Um dia você vai aprender que os erros te fizeram crescer, te fizeram mais forte e te mostraram aquilo que você deveria consertar, aquilo que você precisou superar para ser uma pessoa melhor.
Um dia você vai entender que nem sempre as coisas acontecem da maneira que você quer, e que o mundo não é ruim por isso. Você vai precisar aprender a lidar com situações novas e diferentes todos os dias, e fazer o possível para sempre escolher ser o melhor que você pode ser, dentro de todas as suas possibilidades.
Um dia você vai se dar conta de que só o dinheiro não te faz feliz, que é preciso realizar sonhos. Se o teu sonho for ter dinheiro pra fazer algo, tudo bem, vai atrás. Mas se você tiver sonhos que o dinheiro não pode comprar, comece a dar passos na direção do teu sonho, porque a vida é curta e se você não amar, ela não terá valido a pena.
Um dia você saberá que está feliz. Vai se pegar sorrindo sem motivo aparente. Vai se pegar olhando fotografias e pensando em pessoas que te fazem bem. Um dia você vai se sentir completo, realizado. Não por alguém que te completa, mas se sentirá completo consigo mesmo.
Pode ser que esse dia não tenha chegado ainda. Não desanime. Talvez você esteja distante disso tudo ainda e precisou ler isso para se dar conta de que estava indo na direção errada. Mas calma, ainda é tempo de recomeçar. Fixe o olhar nos seus sonhos, no seu futuro, e tenha a certeza de que, um dia, esse dia chega.

Pedro Araújo

Se eu tivesse super poderes

Para Pedro Araújo

 

Se eu tivesse super poderes
Não mudaria nada em ti
Teu cabelo, teu sorriso torto
Nem mesmo seu nariz
Mudaria as horas do dia
Para que pudesses ter tempo de sorrir
Libertaria tua alma e o teu coração
Para que pudesses de novo viver uma grande paixão
Transformaria tudo em música, canto e poesia
Faria tudo com dedicada maestria.
Apagaria as más memórias
E reescreveria uma nova história
Em que tivesses um final feliz.

Mas mesmo sem ter super poderes
Transformo esse futuro do pretérito
no presente e no futuro
E te asseguro
Que estareis seguro
Independente do tempo,
Enquanto eu existir.

 

Sanmara Alcantara

Cristal

Para Laura Torres Montenegro

O teu coração parece tão frágil
Que tenho medo que o mundo o parta,
Quero ser pra você como um ninho de pássaro
Alguém que como um anjo te guarda

Não te apriosiones nos teus medos
Ou se prenda às dores que já viveu
Faz do teu sorriso um sol pro teu caminho
E esquece as tristezas que a vida te deu

O teu coração tão pequeno ainda
Segura-o com cuidado pra não o quebrar
Como um cristal, de tão delicado
Pode partir quando uma lágrima rolar

Mas não temas viver tua vida
Por medo de sofrer ou de amar
Que efêmero é o tempo a passar
Como de um rio as águas, ou flores a desabrochar

E, por fim, desabroches
Como uma flor se abre pro sol
E no teu caminhar eu prometo
Que em momento algum te deixarei ficar só

 

Pedro Araújo