Lágrima

Vejo a lua pairando sobre as águas,
iluminando o mistério
que se esconde no escuro.

Essa lua tenra,
suntuosa guia
de barcos que se perderam no infinito azul do mar.
Essa sorrateira observadora que nada faz,
só observa.
Será tristeza?

A sua silhueta dourada
nos olhos da menina deitada no gramado,
um abraço do vento frio.
Talvez seus olhos enxerguem além da luz,
talvez sejam capazes de ver que a lua
é a lágrima de um deus que andou na noite.
Amou demais e sua lágrima caiu.

Ele se apaixonou por estrelas.

Pedro Araújo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s