Pequenas memórias

Quando eu era criança, ouvi dizer que os adultos eram tristes. Não entendi muito bem o porquê, afinal, a vida para mim se resumia a céus azuis e tardes intermináveis, brincadeiras atrás do muro e descansos no portão. Eu costumava pensar que não há como ser triste quando se é criança, mas eu não conhecia a realidade dura e fria (e cinza) das ruas e não conhecia a fome. Quando se é criança, a gente vive tudo em proporções menores. É como se as dores do mundo fossem se acumulando dentro de nós na medida em que nós crescemos. São as pequenas memórias, as pequenas infantilidades, as pequenas brincadeiras que deixam de ser sem que a gente perceba. Quando é que a brincadeira acaba? Quando é que o menino que brinca de polícia e ladrão se encontra num beco escuro, suado, correndo da polícia? Quando é que o sonho se perde? Em que momento a realidade substitui a imaginação fértil e as caraminholas verdadeiras que habitam os cabelos soltos ao vento? No meu passado ficaram as tardes de bicicleta e as partidas de futebol na rua sem asfalto, e uma criança que não entendia o mundo. São memórias curtas, vem assim de repente e não duram mais do que um segundo e só voltam porque eu insisto em lembrá-las. Que é a memória, afinal? Um lugar que não existe mais? São essas pequenas saudades que apertam a minha mente e me fazem querer voltar até o tempo em que se podia ser feliz sem todas essas coisas que existem no meu peito. Apertam. As pessoas não me entendem, vivem no mundo e dizem que o mundo é estranho. Eu também acho,  quase sempre. Mas o mundo é de pessoas, e as pessoas vivem dentro de si mesmas, outras vivem fora de si, mas todas dentro do dentro do mundo. Cada uma carregando um coração cheio. O mundo é feito de pessoas ou de sentimentos?

Descobri que o mundo inteiro está dentro do meu peito. E na minha mente vivem essas pequenas saudades. Umas memórias pequenas de uma infância, um mundo, que eu já nem sei se foi verdade ou se foi sonho.

Pedro Araújo

Anúncios

2 comentários sobre “Pequenas memórias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s