Adeus, 2016

Para Raíssa França

 

31 de dezembro de 2016.
O dia amanheceu tão ensolarado e claro que acho que esqueceram de avisar ao mundo que ele vai virar hoje. O que fará o amanhã ser tão diferente assim do hoje?
2016 foi um ano amargo para muitas pessoas. Os acontecimentos mundiais reforçam isso. Os ataques terroristas, a guerra na Síria, as tragédias e tantas outras coisas. Tanto dor e tristeza numa mistura tão banal que o nosso coração vai se acostumando ao que é ruim e isso vai matando a humanidade dentro de nós, a humanidade do mundo. Onde estão as autoridades que podem parar o massacre na Síria? Será que ninguém se comove? Será que ninguém pensa nas milhares de vítimas inocentes que diariamente perdem suas vidas numa guerra de interesses, dinheiro e política? Quando foi que se tornou compreensível uma pessoa escolher colocar várias vidas em risco em vez de admitir um erro por medo de perder o emprego? Olhando para trás, é triste ver o quando o nosso mundo parece estar desandando.
Eu poderia dizer que 2016 foi um ano amargo por tantas outras coisas e citar aqui vários eventos que marcaram a vida das pessoas no mundo todo, mas não é sobre isso que eu vou escrever.
Raíssa, você me disse que para você esse ano foi aquele que parecia e que ia e não foi. Eu sei bem dos teus desejos e das tuas angústias e entendo bem a tua sensação, de alguns ciclos terminados, de algumas coisas que ficaram para trás e do medo do novo. Também eu precisei fechar alguns ciclos nesse ano e tive de aprender a lidar com as mudanças da melhor forma que eu pude encontrar. Há um ano você escreveu para mim uma carta, há exatamente um ano você me escreveu uma carta que não teve resposta e eu peço desculpas por isso. Admiro muito a tua capacidade de encontrar as palavras certas pra expressar o que você sente e pensa. Já eu, que busco inspiração nas tortuosidades da vida que insisto em querer pra mim, quase sempre tenho dificuldades em encontrar a palavra que me cabe. Em 2016 eu sofri bastante. Tive de aprender coisas da vida que eu pensava já saber, mas que precisei amadurecer para ver melhor. Em 2016 cometi vários erros dos quais me arrependi, tomei decisões que deveriam ter sido tomadas há tempo, concluí histórias que precisavam de final e iniciei outras novas. Mas, olhando assim, com esse olhar de quem vai embora, acabamos cometendo o erros de só enxergar o que foi ruim, o que dou em nós, e sabemos que também não foi só isso…
Em 2016 eu voltei a escrever – paixão antiga que me pulsa o peito -, aprendi a superar as dores das perdas da vida, aprendi a recomeçar. Foi um ano de perdas, mas também de conquistas. Um ano de reaprender a perdoar, de reaprender a amar.
Não quero guardar desse ano o que foi ruim. Quero guardar os aprendizados que a vida trouxe pra mim e lembrar com alegria aquilo que foi bom, aquilo que conquistei, as pessoas que mantive perto de mim e de quem me aproximei. Sou muito grato a Deus por me proporcionar tudo o que vivi até aqui. O ano está acabando, mas tenho a esperança de que o ano que vem será melhor. Tenho a certeza de que terei você e sua boa amizade, os seus conselhos, os seus sorrisos, os seus desabafos e tua incrível capacidade de entender a minha alma. O ano está acabando e a gente sempre espera que a vida seja melhor. Só peço que por favor, alguém lembre de avisar ao mundo que ele vai virar à meia-noite de hoje, pra ver se ele decide mudar um pouco mais pra melhor. Mas se não mudar, a gente aprende a dar um jeito e seguir em frente.
Um 2017 cheio de coisas boas e felizes pra você, cheio de desafios também, mas com forças pra vencer e superar cada um deles. Eu não poderia encerrar essa carta sem te dizer que, depois de todos esses anos de amizade, olhando para trás, só posso te dizer nesse último dia do ano: obrigado por estar na minha vida, por ser minha amiga. Eu amo você.

 

Pedro Araújo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s