Folha antiga

Está tudo aqui guardado, meu amor
Naquela folha antiga em que eu escrevi
Aqueles versos sobre ti, pra guardar
Pra lembrar do teu riso naquela tarde
E da tua pele, teu riso, o cheiro suave
Versos que fiz pra um dia te contar
Escondidos aqui debaixo do colchão
Uns segredos que tenho medo de revelar
De te deixar olhar dentro do meu coração
E ver o quão bate forte no meu peito
Quando você me olha sem jeito
E mergulho no infinito dos teus olhos
castanhos
Sinto que nossas vidas nunca foram em vão
Que entre eu e você não cabe mais exatidão
Cabe apenas versos, beijos, vacilantes mãos
Um amor tão intenso que penso nem o merecer
Uma incerteza certa, dias que virão
E nos amar a cada dia vamos aprender
Pois nessa vida eu percebi e tenho certeza
De que para sempre haverá eu e você

Pedro Araújo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s