Eternos encontros

Guardarei para sempre o dia
Em que teu olhar iluminou meu encanto
E fez da minha paz alegria
E teu amor se fez pra mim um manto
Você, a melhor poesia de amor
O afeto que eu quis tanto
A saudade perpétua, a razão do meu canto
O melhor sentimento, a melhor sina
Lembro-me claramente ainda
De como te deixei me enrolar, sem espanto
Quando a linha da minha vida
Se entrelaçou na tua linha
Deu um nó, fez um nós
E desde então assim estamos
Você e eu, o vento soprando
Nosso beijo na noite fria,
As ruas molhadas, carros passando
Eu e você, a alma arrepia
Quando te abraço e do nó faço um ponto
Esse ponto de nós, feito pra enlaçar
Tão forte e suave, não o permita desatar
E ainda que a vida nos faça desencontrar
E chegue a rolar nosso pranto
Não tenho dúvidas de que pra sempre
Não importa o quanto passem pessoas ou anos
Eu e você, meu melhor amor,
Seremos sempre eternos encontros

Pedro Araújo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s